category: 86
Ponte: radares flagram 986 mil - Site do bairro do Barreto

Ponte: radares flagram 986 mil

radares_0-164317
Ponte: radares flagram 986 mil

Segundo a PRF, os radares fixos foram instalados com o objetivo de diminuir os índices de acidentes graves

Desde a sua intalação, em junho de 2016, até abril deste ano, os radares fixos da Ponte Rio-Niterói flagraram 986.680 veículos trafegando acima da velocidade máxima permitida, 80 km/h. A informação é da Polícia Rodoviária Federal (PRF), responsável pelo monitoramento e operação dos aparelhos. No entanto, mesmo quase uma ano após a instalação, os radares fixos ainda não emitem multas e não têm previsão de entrar em funcionamento efetivo. 

Uma média de 98 mil veículos por mês, considerando o período de 10 meses, não respeitam a sinalização espalhada ao longo da via, alertando sobre o limite de velocidade. De acordo com a PRF, os veículos podem ter sido flagrados mais de uma vez durante a travessia na ponte, já que há dispositivos em oito pontos diferentes da via, quatro em cada sentido. 

Desde o dia 1º de junho do ano passado, os radares fixos continuam passando por um longo processo de análise e homologação das imagens. Em fevereiro deste ano, um lote de imagens foi enviado para a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), após algumas correções. 

“Não há previsão para entrarem em operação, por tratar-se de um processo que envolve vários órgãos. Assim que for encerrado pela PRF, com todas as etapas cumpridas por parte do nosso órgão, enviaremos comunicado à imprensa”, declarou a Polícia Rodoviária Federal, através de sua assessoria de imprensa.

Os radares fixos foram instalados, segundo a PRF, com o objetivo de diminuir os índices de acidentes graves e, principalmente, de vítimas fatais na Ponte Rio-Niterói. Por isso, foram posicionados em pontos de maior ocorrência. 

Multa – Quando os radares começarem a operar, motoristas que trafegam acima dos 80 Km/h permitidos poderão ser multados entre R$ 85,13 e R$ 574,62, além de perder pontos na carteira. Todos os valores são definidos a partir do percentual de ultrapassagem da velocidade máxima. 

Menos feridos na Contorno

Embora o número de acidentes na Avenida do Contorno, trecho da BR-101 próximo ao acesso à Ponte Rio-Niterói, tenha crescido 10%, não ocorreram mortes e o número de feridos diminuiu 48% nos últimos quatro meses, em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da Autopista Fluminense, responsável por administrar a rodovia. Entre janeiro e abril de 2016 foram registrados duas mortes e 27 feridos, enquanto neste ano foram apenas 14 feridos. Entre janeiro e abril deste ano, foram registrados, porém, 43 acidentes, contra 39 ocorrências no ano anterior. 

A concessionária atribui os números positivos ao display eletrônico que exibe a velocidade do condutor, instalado no trecho entre o Viaduto do Barreto e o acesso à Ponte Rio-Niterói. Além disso, de acordo com a concessionária, com a intensa movimentação de veículos e as retenções diárias nos horários de rush, devido às obras do mergulhão da Praça Renascença, o índice de acidentes de baixa periculosidade ficou mais elevado, passando de 7 para 16 nos quatro primeiros meses, e os de alta velocidade reduziram. 

A Prefeitura de Niterói informou que agentes da Nittrans atuam diariamente no ordenamento do trânsito no entorno da Praça da Renascença, onde está sendo construído o mergulhão. A prefeitura informou ainda que vai avaliar a necessidade de reforçar o efetivo na região e alerta para que os motoristas respeitem à sinalização.

Sinalização – Em acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), no início de dezembro do ano passado, a placa reguladora foi instalada na altura do Km 321, na pista sentido Itaboraí. Quando os veículos passam pelo equipamento, ele exibe a velocidade utilizada pelos motoristas em tempo real, lembrando que a máxima no trecho é de 80 Km/h. De acordo com a Autopista, o display eletrônico não possui caráter punitivo, ou seja, não gera multas para quem ultrapassa a velocidade máxima permitida.

Ampliação pode sair neste ano 

A Autopista Fluminense afirma que está investindo em melhorias para garantir maior fluidez para os cerca de 100 mil veículos que passam diariamente na Avenida do Contorno, em ambos os sentidos. 

Um dos projetos mais esperados é a criação da terceira faixa de rolamento no trecho Manilha Barreto, em cada sentido, que ainda está sob análise da Agência Nacional de Trânsito Terrestre (ANTT). A obra promete atender, com mais conforto e fluidez a capacidade no trecho, em até 50%, sendo ampliada para a área que hoje é o canteiro central. 

“A concessionária mantém a expectativa de iniciar a obra este ano, mas precisa aguardar a manifestação da agência para início imediato das intervenções”, declarou a Autopista Fluminense, através de nota. 

Entre outros trabalhos de modernização para a rodovia, está a melhoria da sinalização horizontal e vertical e a implantação de iluminação em LED. 

Fonte: http://www.ofluminense.com.br