category: 86
Educação de excelência em Niterói - Site do bairro do Barreto

Educação de excelência em Niterói

1fc-pedro-157326
Educação de excelência em Niterói

A unidade foi construída em um terreno cedido pela prefeitura e atenderá a estudantes de Niterói e região

Depois de uma década na cidade de Niterói, o Colégio Pedro II, no Barreto, ganhou um anexo com capacidade para atender 600 estudantes do ensino médio. O número representa um aumento de cerca de 100% da capacidade, já que atualmente 610 alunos estudam na instituição.

A unidade inaugurada ontem, fica na mesma área do outro prédio do Colégio e foi construída em um terreno cedido pela prefeitura. 

A obra que também reformou estruturas já existentes na área além de construção de novas instalações, foi orçada em R$ 17 milhões, com recursos federais, e vai beneficiar não apenas estudantes de Niterói, como de municípios vizinhos. O local possui 15 salas de aula, laboratórios de Informática, Línguas Estrangeiras, Artes, Biologia, Química, Física e Humanidades, sala de música, biblioteca, refeitório, auditório e quadra poliesportiva.

O reitor do Colégio Pedro II, Oscar Halac, destacou a importância do novo espaço para a comunidade de Niterói: “Essa foi uma promessa feita em 2006, quando houve a criação da unidade descentralizada de Niterói”, lembrou o reitor que completou.

“O país precisa de educação. Resolvendo isso, já resolvemos grande parte dos problemas. Nós fizemos com que o sonho, daquela comunidade que dificilmente acessaria uma grande rede de ensino com a excelência do Colégio Pedro II, vire realidade”.

Inicialmente, o Colégio funcionou em uma escola do município, passando, no ano seguinte, para o Ciep Governador Roberto Silveira, também no bairro Barreto. Segundo o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, “Essa é uma vitória principalmente para os alunos. Ninguém nunca mais irá tirar o Pedro II de Niterói”, decreta o prefeito. 

Para sediar o novo Campus, foi construído um prédio com área total de 5.137 m². No primeiro andar, encontram-se 15 salas de aula com 58 m² cada, todas equipadas com ar-condicionado, ventiladores e forro acústico. No mesmo piso, foi construída uma quadra poliesportiva, equipada com arquibancada, vestiários, salas para atendimento e local para guardar material esportivo.

No térreo do prédio novo, encontra-se a área administrativa do Colégio, com mais de 240 m² e 12 ambientes, todos climatizados. Nesse nível estão seis dos oito laboratórios da escola: Línguas Estrangeiras, Artes, Biologia, Química, Física e Humanidades. O pátio coberto tem 1.140 m² de área e possui arquibancada, cantina, sala do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades (Napne), grêmio e enfermaria.

Também foi reformada uma edificação existente, com 990 m² de área. No térreo, foram construídos o refeitório de alunos e de professores, cozinha industrial, despensa, vestiários, pátio interno e o castelo d’água. No primeiro pavimento, estão o laboratório de Informática, sala de música, ampla biblioteca e auditório com capacidade de 143 lugares.

Integrando o prédio novo ao reformado, existe uma passarela em estrutura metálica, interligada ao elevador panorâmico, projetado para atender aos portadores de necessidades especiais. O novo Campus Niterói é acessível, possui sinalização, piso tátil e rede de incêndio. Estão distribuídos em toda a nova unidade 11 blocos de banheiros e vestiários, masculino, feminino e para portadores de necessidades específicas. A solenidade contou com a participação do reitor do campus de Niterói, Oscar Halac, o diretor do campus, Marcelo de Carvalho Caldeira, o secretário de Estado de Educação do Rio de Janeiro, Antonio José Vieira de Paiva Neto, que representou o governador em exercício Francisco Dornelles, e o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves.

Novos unidades – Em 2016, o Colégio Pedro II contará com dois novos Campi: Humaitá I e Tijuca I. As obras do primeiro já estão bem adiantadas, com 45% da área total construída. O campus terá dois blocos, sendo que o maior deles já foi concluído e o outro está em fase de execução. A previsão é de que comece a funcionar no segundo semestre.

Já as obras do novo Campus Tijuca I encontram-se na fase de fundações. O prédio terá uma área total de 3.362,29 m². A inauguração do prédio está prevista para o final do segundo semestre de 2016. 

Fonte: http://www.ofluminense.com.br